<$BlogRSDURL$>



sábado, novembro 27, 2004


Faxina no fim da festa... 


Mais uma para promover os meus dotes domésticos…
(Magusto da Sociedade Portuguesa - 13 de Novembro)

0 comentários

quarta-feira, novembro 24, 2004


Clonagem & Divulgação de Ciência 

A questão da clonagem tem gerado discussões muito profundas e interessantes. Mas à custa da clonagem também se disse e escreveu muita asneira e foram criados alguns mitos. Aos que não estão dentro do assunto, recomendo a leitura deste artigo escrito pela minha amiga Margarida.
(A propósito de células estaminais, ver também aqui e aqui.)
É caso para dizer que quem sai aos seus não degenera. A Margarida é neta de Rómulo de Carvalho, inspirador do Dia Nacional da Cultura Científica que hoje se celebrou em Portugal (obrigado Pai pela lembrança). Neste dia, a minha modesta contribuição para a vossa cultura científica é dar-vos os links para um jornal científico português online e para alguns artigos sobre a divulgação da Ciência em Portugal que hoje foram publicados nos jornais diários:
Divulgadores aguçam interesse
Como dizer aos leigos que é... simples
Directora da Ciência Viva Lamentou no Parlamento
Experiências a quatro mãos
Trabalhadores científicos ainda são poucos
Bolseiros asseguram grossa fatia da Ciência
Alunos Apresentaram Respostas de Concurso de Perguntas Sobre o Espaço
Livro de Manuel Paiva É Uma Viagem Aos Problemas da Divulgação Científica

0 comentários

domingo, novembro 21, 2004


Constituição? 

Estive sempre contra a realização de um referendo sobre a Constituição Europeia. Creio que elegemos os políticos para decidirem estas coisas por nós e penso que haverá apenas uma ínfima percentagem de Portugueses devidamente informados para ter uma opinião consistente sobre o assunto. E, para variar, haverá uma instrumentalização partidária e mediática do evento. O Rui parodia muito bem a questão aqui.

0 comentários

Fauna cambridgiana 

Imagina um dia típico, em que, sem alterares a tua rotina nem saíres do perímetro urbano da cidade em que habitas, te cruzas com esquilos, vacas, patos, ouriços cacheiros e raposas. Em Cambridge há muitos dias assim…

1 comentários

sábado, novembro 20, 2004


ATTENTION! 

Prices may vary according to customer's attitude.

(Aviso colocado no bar do Pub onde fui, com amigos espanhóis, ver o Madrid ser cilindrado pelo Barcelona.)

1 comentários

quinta-feira, novembro 18, 2004


Surpresas que nos fazem ganhar o dia 

Está a nevar!

5 comentários

Viana dá o exemplo 


0 comentários

terça-feira, novembro 16, 2004


Subtil machismo 

A.G. e I.G. são casados. Têm sensivelmente a mesma idade e são ambos Doutorados. Há anos que vão os dois regularmente a jantares formais de um certo Colégio em Cambridge, onde toda a gente os conhece. Por mais que corrijam o equívoco, são sempre apresentados pelo Colégio como Dr.G. e Mrs.G....

M. é Doutorada. O marido não. Sempre que vão jantar fora e decidem pagar com o cartão de crédito dela, ao ver “Dr.” no cartão, o empregado pede ao marido que assine...

3 comentários

sábado, novembro 13, 2004


Qualidade de vida 


Cambridge, Sábado, 10 da manhã, Sol e frio, como eu gosto...
- Vamos jogar ténis?
- Let's go!
Pedalámos 10 minutos até ao Parque de Cherry Hinton [foto]. São vários hectares de relva e árvores a servir uma pacata mas grande área residencial, essencialmente formada por pequenas casas estilo vitoriano com jardim (classe média). Há esquilos por todo o lado. Lá está o court (vazio!), público, gratuito, aberto, bem tratado, apenas poluído por folhas secas que ratificam a sensação de Outono dada pelo frio… Enquanto “batemos umas bolas” e procuramos aquecer fisicamente e em entusiasmo, há quem passeie o cão e quem se exercite no jogging matinal. Ao lado do court, há um parque infantil bem tratado (aqui nem os hooligans se lembram de vandalizar equipamentos para crianças – apostam mais em paragens de autocarro e cabines telefónicas) onde, vigiadas pelos progenitores, brincam crianças avolumadas por casacos, gorros e luvas, que as temperaturas já só têm um algarismo mas isso não impede ninguém de gozar o Sol, o ar fresco e o verde. Não, os mais pequenitos não se vão constipar.
Se o court estivesse ocupado, teriamos tentado Nightingale Anenue, ou Coleridge Road, ou Christ’s Pieces, ou Sheep’s Green, ou um colégio... O cenário teria sido sempre semelhante e alcançado em 10 minutos de bicicleta, no meio de um trânsito sem buzinas.
A qualidade de vida é feita não só de boa comida mas também destes pormenores...

1 comentários

terça-feira, novembro 09, 2004


Mobilidade crescente 

Mais uma boa notícia para quem me quiser visitar...
(obrigado Joana)

1 comentários

quarta-feira, novembro 03, 2004


Um Mundo mau que não muda... 

Há minutos, ao saberem que o Kerry tinha assumido a derrota, os filhos do meu colega Simon Tavaré, californianos, telefonaram ao Pai a saber se podiam ir estudar para a Europa...
Eu nem sequer sou um tipo de esquerda mas se o meu futuro profissional implicar uma passagem pelos Estados Unidos, não será num estado republicano (feliz e sintomaticamente, os melhores sítios para se trabalhar em Ciência e as cidades mais cosmopolitas e estimulantes estão nos estados pintados a azul no mapa eleitoral).
Consolo: desta vez, o gajo que ganhou foi mesmo o mais votado.
Não há nada como estar-se em guerra (ainda que provocada por nós) para se garantir uma re-eleição...

4 comentários

terça-feira, novembro 02, 2004


Curiosidades linguísticas 

Você sabia que...

A frase inglesa "The quick brown fox jumps over the lazy dog" utiliza todas as letras do alfabeto. Foi criada pela Western Union para testar as suas telecomunicações telex!

Quando o café "A Brasileira" vendeu os primeiros expressos em Lisboa, o publico achou-os amargos. Daí que o proprietário da casa inventou o
'slogan' para ajudar nas vendas: "Beba isto com açúcar". E pegou.Hoje, a palavra foi reduzida às suas iniciais: BICA! Afinal a BICA tem uma razão forte de existir!

Durante a Guerra da Sucessão, quando as tropas voltavam para o quartel após uma batalha sem baixas, escreviam numa placa "0 Killed" (zero mortos), o que deu origem à expressão OK para indicar que tudo está bem.

Antigamente, na corte de Inglaterra, não se podia fazer sexo sem o consentimento do Rei, a não ser que se tratasse de um membro da família real. Quando queriam fazer amor, tinham que pedir ao monarca, que lhes entregava uma placa que deviam colocar em frente da porta do quarto enquanto tivessem relações. Na placa lia-se: "Fornication Under Consent of the King". Daí a origem da expressão inglesa "FUCK"!


[Esta foi-me enviada pela Mãe (obrigado!). Como ela, achei piada...]

2 comentários

Um dia de esperança 

Hoje os Americanos decidem se querem continuar a ter um imbecil como Presidente, a invadir nações que não lhes fazem mal nenhum, a conquistar ódios em todo o lado e a dar cabo da própria economia.
Aliás, como auto-proclamados grandes defensores de valores democráticos (embora tenham um sistema eleitoral que, de democrático, tem muito pouco), é bom que no fim possam mesmo dizer que decidiram e não se passe algo como isto:

(Obrigado Marta!)

0 comentários

Blogueiro ma non troppo 

Reconheço que este espaço tem estado um bocado ao abandono. Mas parece-me fazer sentido que o blog seja dos primeiros afectados quando o tempo e o espírito andam muito ocupados. Fica provado que não é um vício...

1 comentários